Aprendendo a viver com o Hipotireoidismo

Oi gente tudo bem?

Antes de compartilhar esta "parte" da minha vida gostaria de dizer que tudo que relato a seguir é sobre a minha experiência e no aprendizado que adquiri com mais de um ano de tratamento e também com a internet, se você se identificar com algo que relato aqui, procure um médico e peça os exames. Este post é autoral e mais um relato de algo na minha vida, não tome nada dito aqui como algo que funciona pra todo mundo, hipotireoidismo é uma doença crônica e exige tratamento médico e acompanhamento.

Bom gente, desde que tive meu filho senti muitas mudanças no meu corpo (óbvio) o corpo da gente muda, eu sempre fui bem magra, engordei uns 20 quilos na gestação, o Gian nasceu e eu não tive aquele emagrecimento que é comum, perdi uns 10 quilos e mesmo amamentando eu só engordava, achei que fosse porque eu comia demais... Amamentei ele por uns quatro meses e devido a (n problemas que merecem um post a parte) parei de amamentar e ele começou a mamar NAN.

Com ele adaptado a fórmula, e eu só engordando, decidi tomar uma sibutramina (fiz a louca pra arrumar o rémedio) emagreci 10 quilos, engordei tudo de novo em pouquíssimo tempo e comecei a manifestar um quadro depressivo, gradativo e que eu disfarçava bem. Decidi ir ao médico e fazer uma bateria de exames (isso foi lá por 2012 o Gian nasceu em 2008) eu já estava com sobrepeso e sintomas fortes de depressão, todos meus exames deram ok (isso prova que ser gordo nem sempre é ser doente) exceto um dos hormônios da tireóide que pareceu bem alterado.

Comentei com a médica sobre como me sentia e ela me mandou tomar paroxetina (gente, remédio pra TOC), fiz o tratamento e me sentia uma dopada (na época o remédio me ajudou a entender que eu não deveria tratar problemas psicológicos assim e sim com ajuda de uma terapeuta) era um período que eu me sentia tomada pela culpa de estudar e trabalhar ao invés de ficar com meu filho, muitas coisas passavam pela minha cabeça, especialmente um sentimento imenso de ódio pelo meu corpo.

Fiz o tratamento com a paroxetina durante dois meses, minha irmã viu que eu estava profundamente doente e conseguiu um tratamento gratuíto na clínica escola de psicologia da universidade que frequentava, comecei o tratamento e em seguida larguei a paroxetina, foi complicado porque estava realmente viciada, as pessoas realmente não faziam ideia da barra que eu estava passando (mas enfrentei tudo com muita fé e coragem).

A médica que me atendeu na época não me receitou nenhum tratamento para a tireóide, e segundo ela não era nada grave já que apenas um dos hormônios estava alterado, e segundo ela era pelo estresse. Bullshit.

Novos sintomas decorrentes das alterações da tireóide começaram a aparecer e como eu nem sabia que tinha o tal hipotireoidismo, simplesmente ignorava todos, achando que era tudo por causa do estresse.


Só em 2014, um ano depois de estar morando em Cachoeirinha é que voltei a fazer exames de sangue e ao apresentar para outra médica aqui obtive o diagnóstico do hipotireoidismo, também fiz uma ecografia da tireoide que demonstrou que havia um nódulo enorme na minha glândula. Lembro que era o meu primeiro dia de trabalho na agência que eu trabalhei de outubro a março, saí do exame e ao ver a ecografia e a descrição do exame sentei na rua e comecei a chorar achando que tinha um tumor na tireóide (me senti a pessoa mais sozinha do mundo aquele dia), lembro que liguei chorando pro meu marido e ele me acalmou, fui pro trabalho não sei como e dei o melhor de mim naquele dia (mesmo estando um caco por dentro).

Depois de alguns dias apresentei os exames a médica e ela me passou para um programa de "atenção vital", me explicou que eu tinha uma doença crônica e que iria começar um tratamento com hormônio pra me manter bem.

Existem dois tipos de alterações da tireóide a minha é o hipotireoidismo, que basicamente se trata da diminuição do hormônio da T4 (que é produzido pela tireóide) fazendo com que o metabolismo (velocidade com que seu corpo trabalha pra funcionar seja mais lento. Ou seja, se uma pessoa comum gasta 300 calorias numa caminhada de 1hora, eu gastaria 100cal. Por isso engordava.

Sobre o nódulo da tireóide, o médico me acalmou e disse que não tinha tamanho pra ser prejudicial a minha saúde, e iniciei o tratamento com Eutirox 25mcg. O médico me explicou como funcionava toda essa questão hormonal. Dentro do nosso cérebro existe uma glândula chamada hipófise ou pituitária, que produz um hormônio chamado TSH que nada mais é que o hormônio estimula a tireóide a produzir outros hormônios (T3 e T4) que regulam a atividade das nossas células e por consequência o metabolismo.




Em uma pessoa saudável, o TSH fica entre 0,4 to 4,5 mU/L, quando comecei a me tratar meu TSH estava em 17! e a quantidade de T4 no sangue baixissima, fui aumentando minha quantidade de Eutirox até chegar a 100 mcg diárias. Os sintomas piores já se foram, inclusive os da depressão, descobri muitas coisas relacionadas a tireoide e como ela pode alterar a nosso corpo inclusive no caso dos deprimidos.

E foi UM ANO de tratamento até estabilizar meus níveis de hormônios e diminuir os sintomas em decorrencia do metabolismo lento.

Se eu emagreci? Não. Mas, parei de engordar e como muitas já sabem essa questão de peso e corpo já não é mais um problema pra mim, aprendi a amar o meu corpo e por isso estou cuidando dele com o tratamento do hipotireoidismo.

Sempre me perguntei como tudo isso começou no meu corpo e até agora não sei direito, li alguns artigos e alguns médicos dizem que pode ser por causa da alteração hormonal da gravidez, também pode ter relação com a sibutramina... Mas tudo na área do achismo, nada que se possa confiar...

Se você se sente sempre cansado, tem dificuldades de acordar de manhã, problemas de memória e  até mesmo depressão,problemas digestivos, além de ganho de peso rapidamente procure um médico e busque orientação, estes são os principais sintomas do hipotireoidismo.

Não esqueça, é uma doença crônica, mas não é o fim do mundo, você e seu metabolismo podem se acertar :D


E aí gata? Curtiu o post? Me conta o que achou, seu comentário é muito importante pra mim!  

 Jenifer Mendes 

          FACEBOOK           |           TWITTER          |            INSTAGRAM          
GOSTOU? Compartilha!


2 comentários

  1. Caramba, que barra hein Jeny! Fico feliz que já esteja em situação melhor!
    Me identifiquei com vários sintomas, mas nunca imaginei que pudesse ser isto.
    Antes de mais nada, já estou agendando alguns médicos, vou aproveitar e avaliar isto também.
    Eu tenho ganhado peso, e depressão é algo que praticamente sempre me acompanhou, mas eu estava convencida - e ainda estou - que foi por conta do anticoncepcional. Bom, não custa nada dar uma olhada, já que terei que fazer vários exames mesmo!
    Boa sorte na sua caminhada. <3
    4sphyxi4.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, a vida sempre tem dessas né... Mas a gente supera tudo né? Olha investiga mesmo, eu demorei bastante tempo pra descobrir o hipotireoidismo e vejo que tem relação com muitos problemas de saúde :)

      Excluir

Obrigada por comentar, sugestões e opinões sempre são bem vindas! Se você também tem blog, deixa o link vou adorar conhecer!!