Uma jornada para a auto estima

Oi gente tudo bem?

Sabe, essa internet é mesmo maravilhosa, antes dela a gente não via tanta gente real com seus dramas e alegrias compartilhar suas histórias de vida para o mundo, e apesar, de muitos ainda insistirem em compartilhar só "histórias bem contadas sobre sucesso e ostentação" eu ainda prefiro ver aqueles que me parecem menos robóticas e mais humanas e reais sobre problemas de verdade e tentativas bem sucedidas ou não de superação.



A internet pode mesmo ajudar pessoas a se sentirem melhor, textos, videos e mensagens positivas podem amolecer esse nosso coração pra que vejamos que não estamos sozinhos no mundo, aliás, eu acredito que a internet e todo boa parte do conteúdo nela compartilhado é feito por gente que um dia sentiu solidão e vontade de gritar pra alguém que as coisas podem ser diferentes, que a gente pode dividir as nossas experiências e ser feliz com isso.


Bem, essa sou eu as 5:49 de um domingo de Maio, começando a compartilhar com vocês algumas ideias sobre a minha jornada em busca da auto estima.

Vocês sabem, que compartilho aqui frescurinhas e coisa de mulherzinha certo? Mas eu quero e muitas vezes necessito compartilhar também ideias sobre ser uma mulher, que vai além de passar delineador e deixar minhas generosas bochechas rosadas com um pouco de blush. Essa coisa de ser mulher, mãe, profissional, essa coisa "simples" de viver num mundo em que nos tornamos invisíveis se não exibirmos um sorriso e um corpo perfeito.

Não sou exemplo de amor próprio pra ninguém, gostar de mim mesma e aprender a amar o meu corpo (gordo) do jeitinho que está é uma luta diária e aí somam-se anos de terapia, horas de conversas e bom, algumas (pra não dizer muitas) lágrimas.


A gente cresce aprendendo que tem que ser bonita pra arrumar um marido e ter uma família, ok ok, a nossa geração também aprendeu que mulheres devem correr atras de um futuro profissional, mas de forma geral a personalidade da gente é moldada pra dar um resposta a sociedade que nos vê muitas vezes como um produto para deleite e consumo visual, onde o nosso corpo é uma imagem que deve agradar dentro de padrões de beleza impostos. Um deles: ser magra.


Eu me deparei (e as vezes ainda me deparo) com um sentimento de ódio pelo meu próprio corpo por não corresponder a estes padrões. Já tentei de tudo para atingir um corpo magro e isso inclui até uma receitinha de sibutramina que me fez emagrecer rapidinho um bocado de quilos e também me trouxe alguns sintomas graves de depressão...

Nessa saga, depois de uns dois anos já na terapia muito sofrimento e uma lenta descoberta sobre mim mesma aprendi que só não tenho que corresponder a padrões alheios, como também ninguém (a menos que eu peça) deve dar opinião sobre o meu corpo, aliás meu corpo não é uma alegoria de escola de samba esperando para ser avaliada.

Com o tempo a gente percebe que o nosso valor é bem maior (e olha que eu sou grande) que o nosso corpo, é dificil porque o sentimento de estar sendo eternamente julgado nos persegue em várias situações. Nem sempre a gente tem toda essa confiança, mas ok, é tipo normal você acordar um ou outro dia se achando feia e se sentindo péssima. Aliás se sentir triste é absolutamente normal, o que não é saudável é se sentir péssima e triste o tempo todo a ponto de não querer sair de casa.


Se gostar, e cultivar um sentimento de cuidado e afeição por sí mesmo as vezes pode ser confundido com egoísmo, que seja, se você precisa ser egoísta por um tempo pra ficar melhor que seja, permita-se.

A gente vive se doando pros outros, mas e nós mesmas como ficamos nisso? Sabe, ninguém vai te dizer o quanto você é bonita se o sentimento de ter a certeza que és linda (a sua maneira) não estiver estampado nos seus olhos, as pessoas sentem a nossa vibração e o que estamos transmitindo com os olhos e os gestos e não se engane demonstrar segurança e amor próprio é bem mais difícil que tentar fazer os tutoriais aqui do blog de maquiagem.

Se amar é repetir, pra sí mesma uma mensagem de amor e gratidão, pelo que você é e onde chegou é sair de casa sem medo de julgamentos, porque simplesmente você já tem a sua verdade e o sua dose de amor próprio.

Quando a gente se dá conta disso é como acordar da Matrix srsrrs... Outra vida gata!

Claro, existe uma linha tênue entre amor próprio e simplesmente ser avesso a críticas, mas se você não está numa passarela de algum concurso de beleza você simplesmente não precisa ouvir críticas sobre o seu corpo, imponha-se e faça valer a regra do "neste corpo aqui sua opinião não é necessária".

No mais gente, é uma jornada a cada dia você pode se dar o direito de se descobrir mais linda se simplesmente olhar pra sua própria beleza ao invés de ver apenas a beleza dos outros.

And remember...



"Se você não amar a sí mesmo, como vai amar alguém?"
E aí gata? Curtiu o post? Me conta o que achou,
 seu comentário é muito importante pra mim! 





Nas redes sociais
   FACEBOOK     |     TWITTER     |     INSTAGRAM     |     YOUTUBE  

GOSTOU? Compartilha!

16 comentários

  1. Quase não consegui prestar atenção no post de tão lindo esse layout <333
    Você sempre arrasando nos texto.

    www.contatudomulher.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom que gostou Li, fiz tudo sozinha, não manjo muito de html mas to me virando bem até... Bjonnn

      Excluir
  2. Minha primeira vez aqui! Gente, que blog LINDO!
    Amei o texto, me identifiquei muito. Tão difícil as pessoas esperarem um corpo de vc, só pq vc já foi magra, e tem um rosto bonito. Tô bem assim, tô me amando. Só quero ser saudável.
    Super beijo! <3

    www.vintagemoderno.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fer!

      Fui lá no teu blog e também adorei com força! rsrsrsr Obrigada querida! Amo blogar e conhecer gente fofa como vc!

      bjonn

      Excluir
  3. Gente que blog é esse? Alguém me explica que lugar mais lindo, tô encantada de verdade!
    Ótima personalização e conteúdo! Com certeza vai entrar na lista do meu blogs de visitas diárias <3
    Literalmente amei!

    Mil bisous <3
    http://meninaneemteconto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own que bom que gostou querida! Obrigada <3

      Excluir
  4. adorei o texto!! é muito importante se aceitar e se amar do jeito que é!! que bom que você está nesse processo, o amor próprio é o primeiro passo para a felicidade - afinal, ela vem de dentro da gente!!! beijossss

    https://exbagunceira.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que texto LINDO! Me identifiquei muito <3

    urocky.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Yá! Fico tão feliz em encontrar pessoas que se identificam com esse tipo de texto, afinal é tão pessoal falar disso :D

      Amei teu blog gata :D

      Excluir
  6. Também prefiro histórias com essa pegada de realidade. Se todos começarmos a achar que tudo no mundo é lindo, não sobreviveremos a vida real. Parabéns pelo post.
    Beijos,


    www.praondefugir.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente Joene, a vida não é um conto de fadas :)

      Excluir
  7. Que texto espetacular <3
    Também não sou exemplo de alto estima, mas isso não me impede de tentar, e de ver uma maravilha desta, e me sentir mais motivada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Paola, isso mesmo a gente tem que continuar tentando sempre :D

      bjoon :D

      Excluir
  8. Que texto lindo e bem inscrito!difícil ver um blog q nos motiva a ser como somos e nos amar,sem incentivar o consumismo,a ostentação e empurrar goela a baixo os padrões de beleza!amei demais!😍😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi pati, que bom que gostou linda! Essa é minha missão levar um pouco de carinho pra todas que passam por aqui, muito obrigada <3

      Excluir

Obrigada por comentar, sugestões e opinões sempre são bem vindas! Se você também tem blog, deixa o link vou adorar conhecer!!