Uma reflexão sobre os nossos blogs.

Oi gente tudo bem?

Pois é não tem jeito né? Infelizmente esta declaração infeliz da Jana Sabrina virou um meme na internet e ainda tem muita gente falando, criticando, apoiando e tentando entender o que realmente aconteceu com esta mulher que a fez dizer estas barbaridades.


Antes de expôr minha opinião, gostaria de dizer que eu acompanho a Jana, já faz uns dois anos, por um simples motivo, que é o mesmo que faz eu acompanhar inúmeras meninas no youtube: Elas são boas com maquiagem.

Já postei aqui algumas vezes falando que este processo de conhecer o universo da maquiagem e aprender a me maquiar está diretamente relacionado com a recuperação da minha auto-estima e um processo de auto-conhecimento e amor próprio. Criar este blog é meio que uma conseqüência disso.

Eu comecei, assistindo os videos da Andreza Goulart naquela época a maioria das meninas no Youtube usava as paletas de 180, 120 cores, essas "xing ling" que se tornaram desejo entre a maioria das seguidoras delas, eu tenho uma e uso muito, na época eram poucas meninas que usavam importados, ainda menos as que tinham essas mega parcerias e recebiam pra fazer publieditoriais.

Percebia que esse lance mais comercial estava começando a se profissionalizar, mas pra mim não importava eu queria aprender a me maquiar, porque eu via nessas meninas um pouco de mim: uma pessoa simples, que com algumas pinceladas de maquiagem podia se transformar em uma linda mulher, eu tinha empatia, gostava do bate-papo e da forma bem humorada que algumas meninas falavam, era uma relação mais de afinidade.

Isso mudou já faz tempo e eu desde aquela época (já estava no final da graduação em publicidade) vinha lendo e estudando um pouco destas novas formas de publicidade na internet, fiz o meu TCC sobre redes sociais e acabei me interando um pouco sobre o tema, atualmente estou fazendo um pós de comunicação digital e apesar de não termos estudado muito em aula sobre este tema eu vou me arriscar num artigo pra falar de blogs de cosméticos e publieditoriais.

Bem tudo isso que eu escrevi é pra dizer que talvez eu entenda o que a Jana quis dizer, talvez eu consiga compreender que ela tentou "desabafar", isso não quer dizer que eu aceite, concorde e muito menos que ache certo a forma como ela falou, desculpe dizer mas ela falou de um jeito bem  ignorante, na minha opinião parece que ela não conhece direito a blogosfera, diferente do conhecimento que tem com pincéis e sombras.

Infelizmente a internet virou mais uma potente ferramenta de alienação. A gente comemorava e falava que a web era o espaço das minorias onde todos podiam ter o seu espaço, produzir seu conteúdo, compartilhar aquilo com outras pessoas e mostrar a sua opinião sobre diversos assuntos, acho que peguei essa época, mas hoje já está tudo tão diferente não é?

Estou a pouco nesse meio de blogs, mas o que tenho percebido é que mesmo a internet sendo democrática, no Brasil e especificamente neste mercado de blogs femininos existe um movimento elitista e ditatório com respeito aos padrões de beleza e consumo, Existe claramente um divisão entre blogs "TOP" como a mesma falou no vídeo e o pessoal mais "underground" posso chamar assim?

As blogueiras creuzas tipo eu, tipo a maioria, são pessoas reais, gurias que tem que dividir seu tempo com outras tarefas e que muitas vezes não ganham nada pra fazer blog, nem recebem produtinhos, nem parcerias pra sorteios, ok, a gente entra nessa sabendo disso não é?

E tem as RYCAH! que postam look com roupas carérrimas, essas geralmente vivem no eixo Rio/SP, participam de eventos e ganham muitas roupas caras e até exclusivas de estilistas pra mostrar em seus blogs.

Mas vou dizer o seguinte (falando como publicitária): AS DUAS BLOGUEIRAS SÃO FUNDAMENTAIS NO MERCADO, sim, porque existe gente de todo tipo, gente que tem muita grana e gente que não tem tanta, existe também gente que tem condições de comprar (mesmo que parcelado) muitas coisas caras, mas prefere comprar uma réplica, testar um batom primo baratinho e está feliz com isso, digo pra vocês que eu sou dessas.

Tem uma questão de cultura, eu sou do Sul e tenho alemães e italianos na minha família, também caboclos e indios e fomos educadas de maneira rígida com relação ao dinheiro, muitos podem não entender mas a gente aprende a economizar sempre, sempre. Aprendi que a experiência de evitar o gasto e mais satisfatória que possuir algum produto.

Se eu acho que essa educação é 100% certa? Óbvio que não, eu me frusto muito ás vezes por querer algo, poder comprar e mesmo assim não fazer isso. Esse controle excessivo também cria rastros na nossa personalidade muitas vezes ligados á coisas que não tem exatamente haver com dinheiro.

Mas, como eu dizia a internet é um mercado para os nichos, existem inúmeros grupos de pessoas com interesses diferentes e hábitos de consumo diferentes, e eu particularmente sempre procurei essa identificação na internet com formadores de opinião que considero condizentes com as coisas que eu gosto e acredito, na internet a gente procura amigos.

Do mesmo jeito que existe uma pessoa que não pode repetir uma roupa pra sair de casa, vive viajando e tem uma vida de ostentação, existe o outro lado (que é bem maior) que são de pessoas comuns que tem hábitos de consumo mais simples, que compram em lojas de departamento, encomendam maquiagem da China e preferem as réplicas e marcas nacionais, acredito que essa é a grande maioria, óbvio que existem inúmeros subgrupos de pessoas com hábitos diferentes de consumo etc...

As blogueiras TOP tem mais acesso, SIM. A gente tem uma questão de querer ver, observar o que os outros tem, e elas são apenas uma vitrine que a gente gosta de admirar. Mas eu Jeny, honestamente prefiro muito mais as que passeiam comigo pela rua do que as que se exibem na vitrine, eu prefiro as pessoas que são mais próximas de mim e do que acredito e não me importa se o blog tem milhares de acessos, desde que tenha uma boa dica de amiga pra compartilhar.

Por isso que quando a Jana falou tudo aquilo: "sobre gordas, feias e pobres" não poderem ser blogueiras TOP ela me ofendeu, porque vi ela deslumbrada demais com a vitrine dos outros e esqueceu de olhar a gente que passeia com ele pela rua há bem mais tempo, ela por um instante esqueceu que a gente via nela uma referência de gente como a gente.

Claro que me ofendi, pois sou gorda, "nem tão bonita" e meio pobre.

Ela tentou se retratar, postando um outro video, mas ela ainda acredita nessa baboseira que falou.

Bom Jana, existem varios blogs de moda e maquiagem que são conduzidas por gordas, feias e pobres e isso não faz delas menos TOP que ninguém, por que todas tem seus leitores e aposto que a maioria tem respeito pelas suas seguidoras.

Enfim gente, desculpem o texto longo, nem sei quem vai ter saco pra ler tudo isso, mas acho que precisava me manifestar de alguma forma, enquanto isso vamos seguindo nossos pequenos blogs e vamos nos preocupar menos em metas de acesso e mais em construir uma relação legal com quem nos acompanha!





Nas redes sociais
   FACEBOOK     |     TWITTER     |     INSTAGRAM     |     YOUTUBE  

GOSTOU? Compartilha!

10 comentários

  1. Que mulher mala, como assim? Pobre e gordinha não pode ter um blog? Por ser jornalista e instruída, ela foi bem ignorante nessa tese, se ela não tivesse dinheiro seria feia e pobre também,aliás, ela nem é tão bonita assim.Por isso decidi parar com meu blog de moda e passar a ficar somente no meu literário que me deixa mais segura.Amei seu blog e sua opinião linda...me visite depois.bjs
    ateliedoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Siméia, ela não é jornalista, é apenas blogueira... Ela foi muito muito infeliz na declaração dela... Obrigada pela visita querida, vou ver seu blog sim bjbjb

      Excluir
  2. EStou encantada com seu texto! Acho que ela não usou as palavras corretas. Sabe eu sou meio estranha! Recebi não direto! Quase desisti! Vi minha vida atolada de problemas pessoais e triste. Blogar me deixa feliz! Em casa listei os pontos bons e maus do meu blog e de ser blogueira! Criei um plano estratégico e estou focada nele. De Abril a Agosto. Em setembro depois da morte da minha irmã retornei, até janeiro estava firme, qdo papai morreu em janeiro, eu tive que me dedicar cada vez mais pois estava a beira de uma depressão e pensei! Preciso fazer algo por mim! Não é fácil, fiquei em minha redoma, e sozinha dentro do meu propósito eu sigo firme! E vc sabe as coisas mudaram. Este fato foi bom para que possamos sair da nossa zona de conforto e para questionar muita coisa! Isso sim é positivo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Marta, isso que aconteceu balançou o nosso mundinho de blogs, é importante avaliar sempre como estamos agindo com nossas leitoras, evitar esse deslumbramento, porque blog é um espaço pra gente se encontrar, pra criar relações de amizade e fortalecer vinculos, se for apenas um espaço pra comércio ou pra gente de um padrão só tá errado, tá fora de propósito e quando ficar assim eu to fora.. Bjsss querida, teu blog é lindo e está cada dia melhor! Você vai realizar seus sonhos com ele, acredite

      Excluir
  3. Pow eu não sabia dessa história! Que isso ? Eu tb sou gorda e pobre e tenho um blog sobre esmaltes e daí ?
    Sempre tem gente q vai gostar do meu trabalho , do seu , da fulana , e de tantas outras gordinhas e pobres como nós!
    Preconceito é nojento! Conheço uma menina q tem um blog de moda , ela mora no nordeste e ela não é bonita mas o q tem haver ? Já vi uns comentários muito ofensivos no site dela , o problema é que muita gente adora pisar nos demais , principalmente se a tal fulana é feia , ou pode ser pobre , ou gorda , ou esquelética MAAAAAS tem mais coisas que eu , ou ganha mais coisas com o blog do que eu q sou mais bonita , mais inteligente , mais , mais , mais ...... é a tal inveja maldita que junto com preconceito vira isso aí.
    Já tomei tantos nãos sobre parceria e ainda tomo , pq uns querem , outros não , mas agente bloga pq ama e eu não desisto não , só se for por um caso de força maior mesmo , e fico feliz pq tem gente que curte e isso é o que não me deixa desistir , quem não gostar do meu trabalho , mude para o próximo blog , simples assim.
    Bom domingo Jenifer!
    Beijos!

    Unhas Clássicas e Modernas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Ju, a gente entra nessa de blog porque ama! Só que tem muita gente que só vê no blog uma forma de ganhar dinheiro, sabe acho legal ter parcerias, presentear leitoras e tb ganhar um mimo vez ou outra, mas de fato a gente não trabalha pra isso. O bom de toda essa confusão é que a gente tem que avaliar mais os nosso blogs né e valorizar as leitoras!

      Excluir
  4. Oi,Jenifer! Gostaria de saber qual foi o vídeo em que a Jana comentou isso,obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, é no video a leitora quer saber, o original ela excluiu e postou novamente outro com edição https://www.youtube.com/watch?v=mhN2kbe9_iI

      Excluir
  5. Outro dia me queixei com uma blogueira que ela agora só faz posts de importados, de produtos que demoram meses para chegar no pais e são supertaxados. Era uma blogueira que eu sempre gostei. Ela se limitou a dizer que não tinha culpa que eu não posso comprar o que ela mostra. Posso sim (algumas vezes parcelando), mas não quero. Depois dessa, perdi o respeito. A cidadã de segunda aqui é muito pobre para frequentar o site dela, então não vai mais dar ibope pra essa infeliz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb já deixei de ver várias por causa disso.. Sei que tem opções nacionais que resolvem e nem sempre a gente precisa ficar gastando horrores em produtos importados... Ainda bem que existe muita gente produzindo conteúdo bom nesse segmento de blogs e sempre vamos ter opções de outras pessoas pra acompanhar :)

      Excluir

Obrigada por comentar, sugestões e opinões sempre são bem vindas! Se você também tem blog, deixa o link vou adorar conhecer!!